As inovações tecnológicas dominaram o mundo e aperfeiçoaram a automação industrial, assim como a tecnologia da informação e todo o controle de dados para produzir com agilidade, eficiência e prevenção de falhas.

Esse é um resumo do novo mundo com percepções e acompanhamento do mercado para melhor identificar o cliente 4.0, nascido na 4ª revolução industrial, que tem pressa de ser atendido e satisfazer suas expectativas, em relação a um produto ou serviço.

Neste post vamos falar dessa revolução motivada pela transformação digital, que trouxe junto uma série de benefícios, com mudanças significativas no comportamento do consumidor, agora antenado, exigente e tão capaz de determinar o sucesso de um negócio, com suas considerações nas redes sociais. Boa leitura!

O que é 4ª revolução industrial?

A primeira revolução industrial mostrou ao mundo que o carvão poderia ser uma fonte de energia, o que proporcionou o surgimento e uso de máquinas, dando vazão à troca do trabalho artesanal pelo assalariado nas indústrias manufatureiras.

Já em continuidade, veio a segunda revolução industrial, tendo a eletricidade, a utilização de produtos químicos e os combustíveis derivados do petróleo, como maiores propulsores de uma produção em massa.

Logo em seguida, surgiu a terceira revolução industrial e com ela as tecnologias de comunicação — representadas por telefones celulares e fax —, além da internet e dos computadores de uso pessoal, como notebooks e tablets.

Na quarta revolução industrial, há uma fusão entre as diversas tecnologias em uma sinérgica relação dos aspectos físico, digital e biológico. Com isso, todas as conexões possíveis estão sendo estabelecidas para acelerar os processos produtivos e determinar um maior alcance ao consumidor em sua busca frenética.

Como funciona?

A internet móvel ganhou presença nos mais diversos espaços com conexões e informações rápidas, transformando o conceito de vendas e compras pela internet e o relacionamento com o cliente.

Há um avanço potencial de produção, o que obriga os profissionais a se prepararem melhor para o mercado. A 4ª revolução industrial está promovendo uma transição evolutiva de conceitos agregadores de valor ao produto ou serviço e estendidos ao cliente para melhor atender às suas exigências.

Quais são as suas vantagens?

Com essa conexão veloz e a movimentação de informações, aplicadas ao atendimento personalizado do cliente para fidelizá-lo e encantá-lo, as empresas têm a ganhar com a rapidez dos processos e a compilação de dados que apontem as preferências dos consumidores.

Ao aderir a essa tecnologia avançada e tão dinâmica, sua empresa poderá contar com as novas ferramentas de auxilio no relacionamento com o cliente — big data, internet das coisas, nuvem, inteligência artificial — e a canalização para um potencial de acerto e conversão em vendas superior muitas vezes ao seu planejamento.

Com a compilação dos dados extraídos da movimentação do consumidor em toda a internet, será possível determinar os rumos da produtividade e aumentar a performance do time de vendas, melhorando a gestão da carteira de clientes.

Além do mais, a tecnologia possibilita o desenvolvimento de sistema com integração da área de vendas com os outros setores e a emissão de relatórios para a tomada de decisão, com melhoras no atendimento pós-vendas e aumento do ciclo de vida do cliente, dentro da sua empresa.

Como ela afeta o relacionamento com o cliente?

Esse mesmo consumidor poderá estar em qualquer parte do planeta e estabelecer uma ligação direta com o seu negócio, realizando compras, interagindo com seu time de vendas e seguindo as novidades e promoções.

A 4ª revolução industrial tem causado uma série de dúvidas, discussões e questionamentos, esclarecidos apenas à medida que as empresas, os clientes e a sociedade caminhem em uma só direção, unidos pelo bem-estar e satisfação de todos, respeitando a competitividade sadia e o direito de escolha pelo melhor atendimento.

Você gostou deste post sobre a 4ª revolução industrial? Percebeu o quanto ela impacta o mundo corporativo na atualidade? Então deixe um comentário neste texto e compartilhe, com a gente e com os demais leitores, as suas opiniões e ideias sobre o assunto!