Aprenda como otimizar o gerenciamento de TI da sua empresa

7 minutos para ler

Você sabe qual é o papel da TI no cenário atual? Ela nunca esteve tão presente no cotidiano de todas as pessoas, portanto precisa ser cada dia mais eficiente. Há tempos o gerenciamento de TI já é utilizado por grandes empresas. Porém, vale ressaltar que é possível — e, inclusive, bastante recomendado — que seja implementado em empreendimentos de todo porte.

O fato é que para administrar uma empresa o profissional precisa estar atento aos dados gerados. Na maioria das vezes essas informações precisam de tratamento adequado para que os gestores e empreendedores possam ter acesso aos números, sejam eles positivos ou negativos. Pensando nisso, trazemos informações relevantes sobre o assunto para que você possa otimizar o gerenciamento de TI na sua empresa e potencializar os seus resultados. Vamos lá?

O que é gerenciamento de TI?

O gerenciamento de TI nada mais é do que o monitoramento e administração dos sistemas de Tecnologia da Informação de uma empresa que engloba o hardwares, softwares e as redes disponíveis no empreendimento. Tal gestão faz com que os sistemas operem com eficiência e auxilia as pessoas a trabalharem com mais competência e menor margem de erros.

Em tempos de desenvolvimento e crescimento da tecnologia como esse em que estamos vivendo, as empresas estão colocando a TI no centro de todas as atividades empresariais. As equipes de TI estão fazendo mais do que coletar, armazenar informações e gerar relatórios, elas estão auxiliando os gestores a se reinventarem. Sendo assim, o gerenciamento de TI é uma das formas de organizar processos, sistemas e infraestrutura de todos os setores de uma empresa e é composto por:

  • estratégias de TI: envolvem a conexão do setor de TI com as necessidades do negócio, tais como suporte às operações, segurança dos dados e fornecimento de valor para a empresa;
  • serviços de TI: estão relacionados à criação de metas e padrões de serviços e processos, garantindo que os clientes saibam que seus dados não serão comprometidos por sistemas defeituosos e que os funcionários consigam um acesso confiável à internet e aos dados internos;
  • ativos de TI: referem-se à gestão dos ativos que os colaboradores usam como os hardwares e softwares.

O ambiente de trabalho digital é um espaço virtual com serviços e aplicativos que permitem aos usuários o acesso a informações de acordo com as suas demandas. Para os colaboradores de TI isso representa acesso à tecnologia que necessitam, no dispositivo que desejarem e que estiver acessível.

O que deve ser considerado para a otimização?

Cada empresa tem uma estrutura de TI diferente, mas o processo de otimização tende a ser o mesmo para todos os negócios. É preciso que os equipamentos tecnológicos da empresa estejam atualizados. Uma estrutura otimizada significa ter boa competitividade no mercado e permite possibilidades de aproveitamento de oportunidades. Veja abaixo alguns tópicos que devem ser considerados.

Cloud computing

A computação em nuvem já está bastante difundida entre as empresas, especialmente porque:

  • reduz custos significativos em infraestrutura;
  • contribui para a integração entre setores e sistemas;
  • promove flexibilidade e mobilidade;
  • facilita o controle de atualizações;
  • amplia a escalabilidade.

Ao usar o cloud computing, as informações da empresa ficam disponíveis para os usuários autorizados, estejam eles em qualquer lugar do mundo. Basta ter acesso à Internet e um equipamento informatizado para ter acesso. Com apenas alguns cliques, todos os dados estarão à disposição para serem analisados e utilizados.

Ferramentas de testes automatizados

A fase de testes de software é um dos momentos mais importantes para o desenvolvimento na TI, na medida em que garante a implantação das regras de negócios solicitadas e a qualidade do que será entregue ao cliente. Além da equipe de testes, adicionar ferramentas automatizadas aumenta o desempenho — ao executar cargas de estresse de sistemas e hardwares — e torna o ambiente mais seguro ao simular invasões.

Metas para o gerenciamento de TI

Os gestores de TI precisam saber como estão os sistemas e se suas equipes conseguem realizar as entregas nas datas previstas e com a qualidade exigida. Ao estabelecer metas, é possível agilizar rotinas, motivar os funcionários e garantir a qualidade dos processos.

KPIs de qualidade

Uma forma de gerir as metas é utilizar KPIs de qualidade. Isso porque eles podem apresentar gargalos em sistemas, apontar a quantidade de erros, sinalizar atrasos, auxiliar em possíveis replanejamentos de datas, entre outros. Por sua vez, o gestor deve dar feedback aos funcionários, além de apresentar pontos de melhoria e formas de contornar os problemas encontrados.

Controle de versões

Fazer a gestão das mudanças de um sistema é um trabalho minucioso. É crucial adotar ferramentas que controlem o versionamento do código. Elas devem possuir um alto desempenho quanto à automatização do processo de deployment, criar documentações e realizar o acompanhamento das estruturas internas, estejam elas em nuvem ou não.

Quais são os principais benefícios de investir em gerenciamento de TI de qualidade?

Os investimentos de TI, sejam eles na infraestrutura ou em sistemas, são muito importantes para o crescimento das empresas. Com um bom gerenciamento de TI é possível organizar as rotinas de trabalho e ter acesso a outras vantagens. Veja abaixo os principais benefícios adquiridos com um investimento em gerenciamento de TI!

Tomar decisões baseadas em dados

Uma das maiores vantagens de investir em um gerenciamento de TI de qualidade é o acesso a dados importantes e a tomada de decisões baseadas em números. As informações coletadas pelo setor de TI são valiosas e servem para que o gestor tenha acesso a pontos que precisam ser melhorados.

Aumento da produtividade

Após a otimização dos processos de TI, a automatização pode ser usada para substituir as operações manuais. Dessa forma, a manutenção de dados e a busca ou arquivamento de informações ficará padronizada e o retrabalho será reduzido.

Com o avanço da tecnologia e o desenvolvimento da inteligência artificial, a automatização dos processos vai além das atividades consideradas simples. As máquinas têm capacidade de autoaprendizagem e realizam atividades consideradas mais complexas, aumentando consideravelmente a produtividade.

Redução de custos

Embora o gerenciamento de TI de qualidade possa parecer dispendioso, no longo prazo, ele torna-se um fator que contribui para a redução de custos, na medida em que simplifica os processos operacionais e gerenciais.

Pensamento estratégico

Um dos benefícios mais significativos é o aumento da vantagem competitiva da empresa. Portanto, quando usado como um investimento estratégico e não como um meio para um fim, o gerenciamento de TI fornece às organizações as ferramentas para avaliar adequadamente o mercado, abrindo espaço para novos negócios.

Proteção de informações

Um bom gerenciamento de TI garante a segurança das informações dos clientes e das regras de negócios por meio de softwares mais robustos e hardwares mais estáveis. Isso contribui para a tranquilidade de saber que as informações coletadas podem ser armazenadas de forma segura.

Então, com a adoção das melhores práticas para otimizar gerenciamento de TI, sua empresa poderá contar com todos os benefícios disponíveis para aqueles que investem nesse setor, fazendo com que a empresa continue em vantagem competitiva no mercado atual. Sendo assim, fique atento e mantenha seus hardwares e softwares com boa funcionalidade.

Então, esperamos que tenha gostado do post. Para receber mais dicas e manter-se sempre atualizado sobre assuntos relacionados a TI, assine nossa newsletter!

Posts relacionados

Deixe um comentário

Share This